Mais uma carta face sobre Covid19

Mensagem do Dr. Wilson Barbosa Bonfim, da Igreja Metodista em Vila Valqueire – RJ, nossa comunidade.

“Prezado.
Bom dia. Paz e bem. É difícil segurar a indignação do povo contra um médico envolvido em situação política, ainda mais em um país notório pela corrupção e que precisa fazer planejamento de médio e longo prazo contra uma nova situação: coronavirus, Covid19, que provoca SARS (Síndrome da angústia respiratória do adulto).

O grande problema é que essa doença não causa uma grande mortalidade, o que faz parecer que ela nao seja grave.
Isso tem sido uma das grandes crises da humanidade, porque muitas pessoas de fora do meio médico não conseguem perceber a gravidade da situação e vários países não tem a mínima ideia do que fazer.

Essa doença SARS tem uma peculiar característica de causar falta de ar grave em algumas pessoas. Não sei se você já viu alguém com asma grave ou enfisema grave, mas se parece um pouco.

Somente uma parcela dos afetados fica com doença grave, e esses acabam ficando internados por longos periodos, atrapalhando a rotina normal dos CTIs, dificultando senão impedindo atendimento de pessoas com infarto, acidentes de automovel e pós-cirúrgicos de grandes cirurgias que requerem CTI.

Estou sofrendo com o corte de meus proventos em 80 porcento e não sei o que vai acontecer depois da Pandemia, pois agora tudo está sendo impedido, exceto emergências.

Já perdi um colega médico e a prima de meu genro ( 40 anos) pelo Covid 19. Tenho certeza absoluta de que oportunistas de plantão estão aguardando uma forma de ganhar dinheiro na crise, em especial políticos inescrupulosos, e não sei se o atual ministro o é.

Não se deixe enganar; o fato de que alguns políticos queiram se dar bem não tira a gravidade da doença. Precisamos de muito estudo ainda que não esteja aqui pensando nas questões geopolíticas dos interesses econômicos desta crise, além de possível guerra bioterrorista, mas mesmo que fosse o caso é tão ou mais difícil do que responder a um ataque terrorista em massa”.

Devemos orar pelos profissionais de saúde que estão mais expostos. Há, inclusive, uma irmã da nossa igreja, Adélia, que se encontra internada com suspeita de coronavírus. Devemos orar, além disso, por todos os que contraíram a doença e lutam contra ela.